Páginas

quinta-feira, 27 de julho de 2017

Ed Sheeran e Stormzy indicados ao Prêmio Mercury

O astro da canção pop britânica Ed Sheeran e o rapper Stormzy estão na lista final de nomeados para o prêmio musical Mercury, anunciaram os organizadores da premiação nesta quinta-feira,27.

Entre os outros indicado ao prêmio, que será entregue no dia 14 de setembro, estão: Blossoms, J Hus, Dinosaur, The XX, Loyle Carner, The Big Moon, Kate Tempest, Glass Animals, Alt J and Sampha. 

O respeitado prêmio, que identifica os melhores artistas britânicos e irlandeses do ano, é baseado em uma seleção feita por músicos e especialistas da indústria musical. O mais recente álbum de Ed Sheeran, "Divide", liderou as paradas norte-americanas e no Reino Unido no início de 2017.(FM). 

Prêmio reconhece importância da arte afro-brasileira

Reconhecimento essencial para a arte produzida pelos negros brasileiros, a 4ª edição do Prêmio Nacional de Expressões Culturais Afro-Brasileiras será realizada na próxima segunda-feira (31), no Teatro Rival Petrobras, no Rio de Janeiro, a partir das 19h. 

A iniciativa destaca trabalhos nas áreas de música e artes cênicas, além de oferecer um prêmio especial em preservação e difusão do Patrimônio Cultural e Histórico. O Prêmio tem como objetivo atender as expressões da estética negra, seus artistas e produtores que defendem o valor dessa cultura nos palcos, nas ruas, nas galerias, nas telas de TV e do cinema, nos livros e no imaginário brasileiro.

Conheça os vencedores

Música
• Um corpo no mundo – SP 
Dandara Produções Culturais e Audiovisuais Ltda – Me

• Memórias Afro-Atlânticas: as gravações de Lorenzo Turner na Bahia (1940/1941) - BA
Couraça Criações Culturais 

• Rodas Griô com Mestra Martinha do Coco – DF 
Instituto Rosa dos Ventos de Arte, Cultura e Cidadania 

• Orquestra Afro Brasileira - 75 anos – RJ 
Singra Produção Comunicação e Marketing Ltda

• O Berço do Batuque no RS: Mestre Borel - Toques e Cantos da Nação Oyó-Idjexá – RS
RBK ME 

Artes Cênicas

• Deixa-Me Ser Tambor – PA
Associação Cultural e Esportiva de Negros na Amazônia – Acena

• Luz Negra- O Negro Em Estado De Representação – PE 
O Poste Soluções Luminosas LTDA-ME

• Liberdade Assistida – DF
Traço Cultural

• Traga-Me A Cabeça De Lima Barreto – RJ 
Comuns Eventos e Projetos Culturais Ltda

Prêmio Especial

• Memorial Pretos Novos – RJ 
Instituto de Pesquisa e Memória Pretos Novos

Serviço:
Mais informações no site: www.premioafro.org
Dia 31 de Julho, segunda-feira, a partir das 19h
Local: Teatro Rival Petrobras. Rua Álvaro Alvim - 33, Cinelândia, Rio de Janeiro (RJ)

quarta-feira, 26 de julho de 2017

"Caravanas": novo disco de Chico Buarque

O músico brasileiro Chico Buarque lançará no mês de agosto o álbum "Caravanas", mas na sexta-feira,28, será revelado um primeiro single, "Tua cantiga", nas plataformas digitais, anunciou a editora Biscoito Fino.

Chico Buarque, 73 anos, já não lançava um álbum de originais desde 2011, quando saiu "Chico". "Caravanas" será o 23.º álbum de estúdio e conta com nove temas, entre os quais "Tua cantiga", com letra de Chico Buarque e melodia do pianista Cristóvão Bastos.

Entre "Chico" e "Caravanas", Chico Buarque lançou o quinto romance, "O irmão alemão", e participou, como convidado, no mais recente álbum da fadista Carminho, intitulado "Carminho canta Tom Jobim".

A pensar na divulgação do álbum na Internet - tal como aconteceu com "Chico" (2011) -, a equipa que faz a promoção do artista criou um perfil na rede social Instagram.

É nesta rede social, com mais de 42 mil seguidores conquistados em cinco dias, que se revela que "Chico tem ido ao estúdio pelo menos uma vez por semana para dar os arremates finais nas sete músicas inéditas e duas canções já conhecidas, de sua autoria, embora nunca gravadas por ele".

Musical Cartola chega a Salvador

A história emocionante de um dos nomes fundamentais para a música popular brasileira poderá ser vista pelo público de Salvador da próxima quinta-feira (27 de julho) a domingo (30), às 20h, no Teatro Castro Alves, na Praça de Campo Grande. 

SALVADOR (BA) BRASIL - Com grande elenco, o musical Cartola, o Mundo é um Moinho presta homenagem ao cantor e compositor que revolucionou o samba com suas belas músicas. A produção é apoiada pela Fundação Cultural Palmares (FCP) e pelo Ministério da Cultura (MinC) por meio da Lei de Incentivo à Cultura. 

Nos dois primeiros dias (quinta e sexta-feira), as apresentações serão exclusivas a convidados da Fundação Palmares, que levará principalmente quilombolas, estudantes de escolas públicas, moradores de periferias e de outras cidades, ou seja, pessoas que normalmente não têm a oportunidade de assistir a esse tipo de espetáculo. No sábado e domingo, o espetáculo estará aberto ao público em geral. 

O espetáculo conta com a participação de 18 atores, oito músicos e cerca de cem profissionais envolvidos diretamente. Virgínia Rosa interpreta Dona Zica, esposa e grande companheira de Cartola. 

Sobre o artista

Nascido Angenor de Oliveira, no Rio de Janeiro, no dia 11 de outubro de 1908, Cartola criou belas canções, como O Sol Nascerá, Alvorada, O Mundo é um Moinho, As Rosas não Falam e Preciso me Encontrar. Também foi um dos fundadores da escola de samba Estação Primeira de Mangueira, em 1928. Suas composições ganharam versões de grandes nomes da MPB, como Beth Carvalho, Clara Nunes, Ney Matogrosso, Maria Bethânia, Nelson Gonçalves, Marisa Monte e Paulinho da Viola. 

terça-feira, 25 de julho de 2017

13ª Mostra Internacional de Cinema Negro

Inclusão é o tema central da 13ª Mostra Internacional de Cinema Negro, que teve início nesta segunda-feira (24), em cerimônia no Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo.
Foto Gilberto Marques 
O governador enalteceu o importante papel da cultura para a sociedade. “A cultura aproxima os povos, promove a paz, e aprendemos com o outro. Então ela é essencial”, disse o governador, que ainda citou a importância do evento para o Estado.
Homenagens
Na oportunidade foram homenageadas celebridades negras, como a jornalista e apresentadora de TV Aline Midlej; a cantora Alaíde Costa; o professor e historiador Luiz Felipe de Alencastro; o jornalista e apresentador William Correa; o jornalista Salomão Ésper; o fotógrafo e cineasta Luiz Paulo Lima; o jornalista e fotógrafo Roberto Steves; o presidente da fundação Padre Anchieta e TV Cultura, Marcos Mendonça; e o Secretário de Estado da Cultura, José Luiz Penna.
Os filmes da 13ª Mostra Internacional de Cinema Negro serão exibidos no Auditório da Biblioteca Pública Alceu Moroso Lima, até 31 de julho.
SERVIÇO

13ª Mostra Internacional de Cinema Negro

De 24 a 31 de julho
Auditório da Biblioteca Pública Alceu Moroso Lima
Rua Henrique Schaumann, 777, Pinheiros, em São Paulo/SP







Daniel Frota no MIS\SP

Obra de Daniel Frota é parte de pesquisa relacionada à uma expedição científica britânica no início do Século 20, no Ceará. 

Com início nesta terça-feira (25), às 19h, a exposição Sol Preto, do artista plástico Daniel Frota, fica em cartaz até 27 de agosto no térreo do MIS com entrada gratuita. Na abertura, o artista participa de um bate-papo e visita guiada com o público. Baseada em suas pesquisas sobre um fato ocorrido em 1911, em Sobral, Ceará, a mostra revela o contraste entre ciência e imaginário popular.

De acordo com Frota, a chegada dos cientistas serviu para alimentar entre a população a suspeita de que o eclipse iria anunciar uma temporada de inundações e pestes, prenúncio do fim do mundo. “Os materiais e formas presentes nas instalações, esculturas, gravuras e vídeo que compõem a exposição evocam o choque de crenças, ficções e urgências. 

Sobre o artista

Daniel Frota participa de um bate-papo e de uma visita guiada na abertura da exposição, que acontece na terça-feira (25), às 19h.  O artista é formado em design gráfico pela PUC-Rio, tem pós-graduação pela Escola Nacional de Belas Artes de Lyon, França, e mestrado em Tipografia e Práticas Editoriais pelo Werkplaats Typografie, do ArtEZ Institute of the Arts, em Arnhem, Holanda.